A Unimed São José dos Campos está participando do Projeto Parto Adequado, uma iniciativa desenvolvida pela ANS, pelo Institute for Healthcare Improvement (IHI) e pelo Hospital Albert Einstein, com apoio do Ministério da Saúde, que visa à melhoria na prática obstétrica no Brasil, reforça a preocupação quanto à realização de cesáreas desnecessárias e busca sensibilizar gestantes e profissionais de saúde para que evitem o parto agendado.

O objetivo é valorizar o parto normal e as práticas humanizadas durante o atendimento às gestantes, reduzindo riscos desnecessários no atendimento materno infantil.

Em cesarianas desnecessárias, o recém-nascido pode sofrer complicações respiratórias imediatas, e se o parto for realizado antes das 39 semanas de gestação, o nascimento pode ocorrer antes da completa maturação pulmonar do bebê. E como em toda intervenção cirúrgica, existe risco de mortalidade derivada do próprio ato cirúrgico ou da situação vital de cada paciente.

 

“Não há evidências científicas que justifiquem agendar um parto com antecedência, salvo algum risco claro para a saúde da mãe e do bebê. Por isso é importante se informar, buscar a opinião de outros profissionais, conversar com o seu médico”, destaca a coordenadora do projeto Parto Adequado na ANS, Jacqueline Torres. “A mulher tem o direito de ser informada e ser parte ativa na decisão do tipo de parto”, assinala.

 

Vantagens do parto normal:

Pesquisas comprovam que a passagem pelo canal vaginal, na hora do nascimento, coloca o bebê em contato com bactérias naturalmente presentes nessa área do corpo da mulher, fortalecendo seu sistema imunológico e prevenindo o desenvolvimento de alergias e outros problemas de saúde no futuro. O trabalho de parto, ao contrário de um sofrimento para a criança, significa amadurecimento: a intensificação gradual das contrações musculares do corpo da mãe, necessárias para o bebê nascer, favorece a prontidão para o nascimento e o contato com o mundo – ritmo cardíaco, fluxo sanguíneo e maturação pulmonar são gradativamente trabalhados. A ciência já demonstrou também que hormônios naturalmente atuantes durante o trabalho de parto favorecem o vínculo entre mãe e bebê, o aleitamento materno e a recuperação pós-parto.

 

Participam do projeto:

  • Hospitais que prestam serviços de atenção ao parto e ao nascimento, na saúde suplementar e/ou na saúde pública;
  • Operadoras de planos de saúde com hospitais da rede própria ou por meio de apoio à rede credenciada.

 

O Hospital São Francisco de Assis, integrante do projeto e apoiado pela Unimed São José dos Campos, tem o melhor índice de parto normal entre os hospitais credenciados da operadora e continua trabalhando para ampliar a qualificação da atenção perinatal oferecida aos seus clientes.

 

Hospital São Francisco de Assis
Rua Ernesto Duarte, 70 - Parque Califórnia
Jacareí – São Paulo
Telefone: (12) 3954-2400