As altas temperaturas da estação dispensam peças habituais do guarda roupa de inverno e a gratuidade da vitamina D oferecida pelo sol do verão, acabam por estimular maior exposição de áreas do nosso corpo, requerendo um cuidado maior com a pele, o maior órgão que temos. Ressecamento, dermatites, descamação e até mesmo queimaduras são problemas comuns nos primeiros meses do ano.

Alterações hormonais, carência de vitaminas e minerais e até uma insatisfatória função intestinal são fatores que roubam a beleza da pele, mas uma adequada ingestão de água ao longo do dia pode ser a principal medida para se ter uma pele jovem e saudável. A sugestão é um copo de água a cada hora, exceto acompanhado refeições.

Alimentos amarelos como mamão, abóbora, manga e cenoura oferecem a vitamina A e devem estar presentes em pelo menos 3 refeições. Peixes e frutos do mar, além de carnes magras e legumes variados fornecem zinco, mineral que mantém a integridade cutânea, bem como o ômega 3, com potencial anti-inflamatório, favorecendo a cicatrização e o controle da acne e outras inflamações da pele.

Frutas são ótimas fontes de potássio, aumentando a diurese e regulando o equilíbrio dos líquidos corporais. O consumo de 5 frutas por dia pode ser o suficiente para manter bem longe o inchaço e reduzir a celulite.

E para conter a flacidez o consumo adequado de proteínas vegetais é uma boa ideia. Saladas de grãos diversos, como feijões, ervilhas, lentilhas, soja e grão de bico, temperadas com molho vinagrete são uma ótima pedida para refeições em dias quentes. O adequado cuidado nutricional é o ponto de partida para uma pele firme, livre de lesões e com aparência jovem e saudável.

 

Com carinho,

Sheila Castro – Nutricionista

NAIS/VIVER BEM

sheila.castro@unimedsjc.coop.br

Publicações

Navegue nas páginas internas dessa sessão