O tecido muscular constitui cerca de metade do peso total do nosso corpo, mas, afinal, qual a verdadeira função dos nossos músculos? A ação de sustentação parece óbvia, pois sem eles, seríamos um amontoado de ossos, gordura e pele. A movimentação também é função deles, desde os mais simples até os mais complexos movimentos, voluntários ou não, que realizamos o tempo todo. Uma simples imobilização por conta de uma entorse, já pode dar uma ideia da importância desse sistema.

Músculos também guardam material para o sistema imune, oferecendo proteínas para a produção de anticorpos. A má notícia é que, com o avançar da idade, vamos perdendo massa muscular, que é natural do processo de envelhecimento, trazendo como resultado as rugas, flacidez e, certamente, redução da imunidade. Oportuno lembrar que a parede abdominal é constituída basicamente por músculos, o que aumenta a chance de uma indesejável barriguinha com o aumento dos anos.

Não há possibilidade de impedir a perda muscular ao longo do tempo, mas está ao alcance de qualquer um, evitar atitudes que aumentam sua perda. A primeira delas é evitar longos períodos em jejum, como passar a manhã ou tarde inteira sem comer nada. Fazer exercícios físicos com fome ou excluir o café da manhã por falta de tempo, é perda muscular certa e acompanhar grandes refeições, como almoço e jantar, com grande volume de líquidos, completa a lista de ingredientes para um corpo flácido e um abdome proeminente

Por outro lado, é preciso fornecer ao corpo os nutrientes para a produção de nova massa muscular, que é estimulada por exercícios de força. Proteínas de origem animal ou vegetal devem estar diariamente no cardápio. Carnes de qualquer tipo, ovos, laticínios, bem como o consumo de leguminosas, que são os grãos que dão em vagens, como feijões, ervilha, lentilha, soja e grão de bico devem ter presença marcante no cardápio.

Dar às proteínas a importância que merecem é uma atitude de responsabilidade e inteligência, já que delas depende a perfeita estrutura corporal, capaz de manter a saúde e combater a maioria das doenças.

 

 

Com carinho,

Sheila Castro – Nutricionista

NAIS/VIVER BEM

sheila.castro@unimedsjc.coop.br

Publicações

Navegue nas páginas internas dessa sessão