Na intenção de acompanhar e mensurar a qualidade dos serviços prestados aos nossos clientes, a Unimed São José dos Campos estabeleceu o Programa de Avaliação de Recursos Credenciados, tendo como objetivo:

  • Atender os requisitos da Resolução Normativa RN 277;
  • Produzir conhecimento qualitativo da sua rede credenciada de serviços de saúde;
  • Difundir padrões de conformidade com determinações legais dos serviços;
  • Conhecer a percepção dos profissionais nos estabelecimentos de saúde sobre condições e relacionamento de trabalho com a cooperativa;
  • Identificar oportunidades de melhorias;
  • Avaliar e trocar informações com relação às práticas de processos assistenciais;
  • Divulgar experiências exitosas para melhoria da qualidade, em parceria com o Recurso avaliado.

Neste programa  estão inseridos todos os recursos credenciados da Unimed São José dos Campos como   hospitais, laboratórios, clínicas, serviços de terapias  e de imagem. A participação no Programa de Avaliação é obrigatória a todos os recursos considerados no calendário anual e a participação está vinculada a análise do reajuste anual.  Porém, entendendo que se o recurso credenciado já tenha certificação reconhecida em seus padrões de qualidade e desempenho adequados de entidades certificadoras reconhecidas pela ANS, sendo Padrão Nacional de Qualidade: ONA e Padrão internacional de qualidade: Acreditado pelo Instituto Qualisa de Gestão (IQG), PALC, DICQ, Consórcio Brasileiro de Acreditação (CBA), não haverá necessidade de vistoria técnica e estas organizações não entrarão neste programa . Os critérios de reajuste anual também estão vinculados a participação no Programa de Avaliação de Recursos Credenciados.  

A equipe do programa de avaliação é composta por profissionais experientes e capacitados, seguindo determinações técnicas de órgãos competentes. Antes das avaliações são enviadas aos credenciados, uma carta informando os itens que serão avaliados, bem como o colaborador designado para realização da vistoria.

A classificação e periodicidade das avaliações e retornos serão definidas através da análise dos itens apontados com pontos de melhorias. Após a visita, será emitido um relatório com o parecer e análise da vistoria.

Para este programa observa-se a importância do atendimento de todos os itens com evidências dos fatos ou documentos, atentando-se, por exemplo, no armazenamento de prontuários e itens focados na qualidade e segurança dos pacientes.

As avaliações técnicas se compõem de conferência de documentos, seguida de visita nas instalações de atendimento e reunião de encerramento.

Pontuação e Classificação:    para cada tipo de prestador, são atribuídos pontos aos diferentes itens, considerando conforme, parcialmente conforme, não conforme ou não se aplica.

 

PONTUAÇÃO DOS REQUISITOS

Conforme

De acordo com todas as especificações

1,0 ponto

Parcialmente Conforme

De acordo com mais de 50%, porém com algumas oportunidades de melhoria

0,5 ponto

Não Conforme

Não está de acordo com as especificações

Zero ponto

Não se Aplica

Item não será avaliado (não considerado no cálculo)

 

Para classificação final, é considerado o percentual total de conformidades em relação ao total de requisitos válidos do check list aplicado ao estabelecimento, conforme tabela de classificação.

CLASSIFICAÇÃO: de acordo com o percentual de conformidades:

 

 

ÓTIMO

BOM

INSATISFATÓRIO

IQP*

70% a 100%

31% a 69%

Abaixo de 30%

AÇÕES

Certificado de Reconhecimento e se necessário carta de agradecimento  com indicações de melhorias.

Carta de agradecimento da participação no Programa contendo  indicação de pontos de melhoria.

Indicação de pontos de melhoria e Solicitação de elaboração de Plano de Ação para implementação das melhorias indicadas, não havendo evolução em uma próxima visita, proceder com o processo de análise do credenciamento.

Dependendo da pontuação obtida no programa, será emitido um Certificado de Reconhecimento, e um documento, onde serão apontadas as ações de melhorias propostas, que serão monitoradas e acompanhadas com os resultados assistenciais e práticas de excelências implementadas.

Os itens de verificação observados são:

  1. Documentações;
    1. Documentações legai;
    2.  Comissões existentes ( ex: Comissão de Ética Médica, Comissão de Revisão de Prontuários, CIPA  Comissão  Interna de Prevenção de Acidentes, CCIH Comissão de Controle de Infecção Hospitalar, Comissão de Farmacovigilância ,  etc.);
    3.  Programas existentes( ex: Programa Nacional de Segurança do Paciente, Programa de Gerenciamento de Tecnologias, Programa de Controle de Infecção e Eventos Adversos , etc);
  2.   Instalações predial e com observação da área destinada à assistência,  estruturas e serviços de apoio;
  3. Armazenamento de prontuários e conservação de prontuário seja por meio impresso ou digital;
  4. Estrutura Operacional, perfil da organização, informações gerais;
  5. Administração (tipo, indicadores, práticas de responsabilidade social, liderança, práticas de inovação;
  6. Equipamentos;
  7. Recursos Humanos contendo registros junto aos conselhos de classe tanto da entidade visitada como de seus profissionais, escalas, etc;
  8. Atendimento ao Plano de Segurança do Paciente em Serviços de Saúde;
  9. Biossegurança, Atendimento ao Perfil Profissiográfico Previdenciário e a NR32 - Segurança e saúde no trabalho em serviço de saúde, práticas adotadas;
  10. Qualidade se há programa instituído, indicadores, práticas adotadas.

Esperando desta forma que os serviços e a qualidade dos mesmos sejam mantidos e oferecidos a todos os beneficiários de forma plena.