Sarampo – O que é e como se previne

O ditado popular “melhor prevenir do que remediar” se aplica perfeitamente à vacinação. Muitas doenças comuns no Brasil e no mundo deixaram de ser um problema de saúde pública por causa da vacinação massiva da população.
Em 2016, o Brasil recebeu o certificado de eliminação da circulação do vírus do Sarampo, porém nos últimos meses o país enfrenta dois surtos de sarampo, em Roraima e Amazonas. Além disso, alguns casos isolados e relacionados à importação foram identificados em São Paulo, Rio Grande do Sul, Rondônia e Rio de Janeiro.


Você já conferiu se o seu cartão de vacinação esta atualizado?

A vacinação contra o sarampo é a principal maneira de prevenir a doença.


Quando receber a vacina:

Crianças de 12 meses a menores de 5 anos de idade: uma dose aos 12 meses (tríplice viral) e outra aos 15 meses de idade (tetra viral).
Crianças de 5 anos a 9 anos de idade que perderam a oportunidade de serem vacinadas anteriormente: duas doses da vacina tríplice.

Adolescentes e adultos até 49 anos:
• Pessoas de 10 a 29 anos - duas doses da vacina tríplice viral
• Pessoas de 30 a 49 anos - uma dose da vacina tríplice viral

Quem comprovar a vacinação contra o sarampo conforme preconizado para sua faixa etária, não precisa receber a vacina novamente. As vacinas estão disponíveis no SUS gratuitamente.

 

Os principais sintomas do Sarampo são:

• Febre alta, acima de 38,5°C;
• Dor de cabeça;
• Manchas vermelhas, que surgem primeiro no rosto e atrás das orelhas, e, em seguida, se espalham pelo corpo;
• Tosse;
• Coriza;
• Conjuntivite;
• Manchas brancas que aparecem na mucosa bucal conhecida como sinal de koplik, que antecede de 1 a 2 dias antes do aparecimento das manchas vermelha.

Caso você apresente os sintomas da doença, procure seu médico para avaliação e tratamento.


(ANS, 2018)

 

Publicações

Navegue nas páginas internas dessa sessão